top-memorial-brasil-artes-cenicas-nordestina
 
  marcas_topo_site3
           
Parabéns, TCA! 45 ou 54... por Jussilene Santana PDF Imprimir E-mail

Texto da co-fundadora do Teatro Nu, atriz e pesquisadora, Jussilene Santana, em 22 de abril de 2012. Clique aqui e visualise o texto na página do grupo.

Há uma semana circulou no Facebook a partir de uma postagem de Tsylla Balbino uma polêmica sobre quantos anos o Teatro Castro Alves, o TCA, de Salvador, deveria comemorar agora em meados de 2012. Se 45, como anuncia a administração da casa, o atual governo e a mídia local; Se 54, como empreende Tsylla, neta do ex-governador Antonio Balbino, que assumiu o estado baiano entre 1955 e 1959.

Como fiz numa outra ocasião, em debate sobre investimento em teatro com o então secretário estadual de cultura, Márcio Meirelles (http://www.culturaemercado.com.br/pontos-de-vista/investimento-em-teatro-na-bahia), enveredo por mais uma tentativa de abrir para o 'resto da internet' um diálogo surgido originalmente na arena do Facebook. Por questões empresariais, o Google não rastreia os assuntos debatidos no ambiente facebookiano (http://money.cnn.com/2011/11/03/technology/facebook_google_fight.fortune/index.htm). Como o debate (mais ou menos) substancioso tem migrado cada vez mais da mídia impressa para o ambiente virtual é necessário deixar as marcas para uma futura escrita da história acessíveis para um maior número de interessados, sobretudo para os que as rastreiam por instrumentos de busca, como o Google. Daí a tentativa de trazer o debate de lá para cá e ampliá-lo. Indo agora aos argumentos, portanto.

Clique aqui para ler o texto na íntegra.

 
FacebookGoogle BookmarksGoogle BuzzLinkedinMySpaceTwitter